Pular para o conteúdo principal

CASTRAÇÃO QUÍMICA PARA PEDÓFILO EM PROJETO DE LEI NO SENADO


BRASÍLIA – O senado analisa atualmente, e em estágios avançados, dois projetos de lei que podem causar impacto direto na saúde pública do país, incluindo mudanças no Código Penal. Um deles é a castração química de pedófilos e estupradores condenados. Outro, é a implantação no Brasil da ortotanásia – termo parecido com a eutanásia, mas de conceito diferente. Ambos de autoria do senador Gerson Camata (PMDB-ES). Camata propôs o Projeto de Lei 552/2007 que permite a chamada castração química (termo leigo) para autores de estupro e abuso sexual contra crianças e adolescentes. Ele quer substituir o nome do tratamento por “supressão hormonal” e assim tentar aprovar a matéria em caráter terminativo na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania do senado. – Castração química assusta um pouco – avalia Camata. O relator do projeto, senador Marcelo Crivella (PRB-RJ), foi a favor da castração, mas fez ressalva: desde que autorizada pelo próprio criminoso, não imposta pelo estado ou órgão competente de segurança pública. O projeto será votado em breve, em decisão terminativa (sem precisar ir a plenário), na CCJ. E depois vai à Câmara dos Deputados para a mesma tramitação. Mas, para o presidente da comissão parlamentar de inquérito (CPI) que investiga a pedofilia, Magno Malta (PR-ES), a medida favorece o criminoso. Isso porque a proposta do peemedebista altera o Código Penal e permite a redução da condenação para quem aceitar a aplicação do medicamento que diminui a libido. A dosagem do remédio e a periodicidade do tratamento pode variar conforme o caso. – Da primeira vez, é pelo tempo que o sujeito foi condenado, da segunda é para sempre – avalia o senador, admitindo a possibilidade de reincidência. Para Gerson Camata, o projeto apresentado há mais de três anos é polêmico e alguns parlamentares avaliam que seja até cruel. O senador nega que haja crueldade, afirma que na proposta o tratamento é voluntário e dura o tempo da condenação. Segundo Camata, em outros países, como o Canadá, a reincidência após se fazer a chamada castração química é de menos de 1%. – O objetivo do projeto é salvar crianças no futuro – defende. Na opinião do senador capixaba Magno Malta (PR), o projeto “nem muda e nem acrescenta, mas favorece o criminoso. O sujeito abusa de criança, aceita tomar o medicamento e terá a pena reduzida. Qualquer advogado vai mandar ele tomar o medicamento.” Segundo Malta, o medicamento funciona como redutor de apetite. “Quando o remédio acaba e passa o efeito, a pessoa tem apetite dobrado”, disse. “Como os pedófilos são compulsivos, não há redução de libido com castração química que vá mudar a situação”, completa. Ortotanásia Depois de propor a castração química para pedófilos e estupradores, a possível liberação da ortotanásia no país é outro tema polêmico que entrou na pauta do senado. O projeto está em debate, com realização de audiências públicas, na comissão de Saúde. E já enfrenta resistências dos especialistas que foram ao senado. O projeto, apesar disso, tem o apoio até da Igreja, segundo relatou o senador Camata em sua justificativa. A ortotanásia consiste em interesse da equipe médica, da família e do próprio doente, se for o caso de estar em consciência, de parar tratamento que demonstre ser ineficaz diante de certa doença, quando os laudos já indicarem avanço acelerado para a morbidade – e deixar que o próprio organismo responda à falta de intervenção. O projeto faz adição de dois parágrafos ao artigo 121 do Código Penal, isentando de punição criminal médicos que interrompam tratamento que não tenha efeito para pacientes em estados terminais. A relatoria é do senador Augusto Botelho (PT-RR )

Fonte: AMIGOS DO CRIVELA/Jornal do Brasil

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

LINGUAGEM CIBERNÉTICA VOCE SABE O QUE É ISSO?

BLZ traduzindo para a linguagem normal é:beleza, Tdb:tudo bem,xau:tchau,xalalau,Bom FDS:é bom fim de semana, d :é de etc...

As onomatopéias, as gírias, as normas cultas estão passando por uma revolução no mundo atual e se transformando cada vez mais em expressões reduzidas ou subtendidas, na adequação de uma cultura informatizada crescente e globalizada, será que veremos maiores transformações, e modificações na maneira de se comunicar sendo a geração atual composta de modelos diferentes de expressões de sentimentos e emoções , e que os tradutores de blogs se preparem para criarem seus novos sitemas de correção e tradução é a era da revolução da escrita e da expressão mundial, será que haverá uma só linguagem?é ver para crer.Rev.Francisco

LINGUAGEM CIBERNÉTICA
Criada pelos internautas viciados em salas de bate papo, a linguagem cibernética é praticada já há algum tempo na internet. São expressões pouco decifráveis (para os desavisados), que se…

TIPOLOGIA BÍBLICA

SEBEMGE - SEMINÁRIO BATISTA DO ESTADO DE MINAS GERAIS



TRABALHO DE ANÁLISE DO VELHO TESTAMENTO



Os Tipos de Cristo

em Gênesis

Aluno : Anísio Renato de Andrade

Professor : Pr.Nilson

Período : Quinto - Curso : Bacharel em Teologia Ministerial

Data : 30 de maio de 1996 - Local : Belo Horizonte - MG





OS TIPOS DE CRISTO EM GÊNESIS



O QUE É UM TIPO ?



A palavra vem do grego : tipos. Significa molde ou sinal. Aquilo que inspira fé como modelo. Personagem paradigmático.

Os tipos de Cristo são personagens, animais ou objetos, nesse caso, de Gênesis, que possuíram características "messiânicas". Eram profecias vivas,ou visíveis, a respeito de Cristo. Estudando a respeito desses personagens, entendemos um pouco mais sobre o caráter de Jesus e do seu ministério. Tais pessoas e fatos, abordados na seqüência, eram sombras da realidade, que é Cristo.



ADÃO



Este foi o primeiro homem. Talvez não o associássemos à pessoa de Cristo se Paulo não o tivesse feito. O apóstolo traça tal paralelo em Romano…

Pastor afirma que morreu, foi ao céu e falou com Jesus.

O pastor João Carlos Marques (foto), de Porto Alegre (RS), contou em um programa de TV de um colega que morreu e 30 minutos depois ressuscitou. Nesse meio tempo, disse, seu espírito foi ao céu, onde se encontrou com Jesus Cristo. Marques contou que em uma quarta-feira de agosto de 1986, após participar de uma conferência em Belém (Pará), passou mal, mas inicialmente se recusou a ir a um hospital porque acreditava no poder de cura de Jesus. Na conferência, ele tinha falado justamente sobre isso. Seis anos antes, Marques já tinha tido dois derrames. Amigos de Marques acabaram levando-o a um hospital, de onde, segundo ele, seu espírito subiu ao céu por um túnel, não de luz e sim escuro. Disse que “o paraíso é um luxo”, com muito ouro e o que parece ser diamantes. Lá, os espíritos não são homens nem mulheres, “são neutros”, vestem saia e têm a mesma idade, a de Cristo quando ele morreu. Marques contou que Cristo o recebeu no pico de uma montanha. O filho de Deus, disse, tinha cabelos longos e…