Pular para o conteúdo principal

O CRISTÃO PRECISA ESTUDAR TEOLOGIA?

A pergunta acima parece merecer mesmo um "não" como resposta. E creio que 90% das pessoas que lêem tem a mesma resposta de imediato na ponta da língua: Não! E o dizem por duas razões:

Primeira razão: A palavra seminário está fortemente ligada a teologias filosóficas, exigente de infinitos livros, o que está longe do alcance dos irmãozinhos que falam em línguas estranhas em cima do púlpito. As inúmeras críticas aos seminários, oriundas de alguns pregadores neopentecostais, são muitas vezes movidas por um íntimo sentimento de defesa, pelo pesar de não poder ter feito. No mais profundo de sua consciência ele sabe que o estudo da Palavra de Deus se faz necessário, e a cada dia de sua jornada cristã isso lhe pesa mais. Sua única saída é disparar críticas à "teologia". Nem sempre o irmãozinho que pula, fala em línguas, entrega profecias e revelações, pode estar servindo a Deus realmente, e as Escrituras já nos alerta sobre isso: "Muitos me diräo naquele dia: Senhor, Senhor, näo profetizamos nós em teu nome? e em teu nome näo expulsamos demónios? e em teu nome näo fizemos muitas maravilhas? E entäo lhes direi abertamente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniqüidade". (Mateus 7:22)

Segunda razão: O raciocínio de alguns sobre servir a Deus, é ligado aos tempos bíblicos em que "não existia seminário" e nem por isso os servos de Deus foram desqualificados. É lógico que nào existia o termo "seminário", nem as estruturas que hoje se encontram (apostilas, livros, vídeos, etc). O que poucos procuram se informar é que o estudo da Palavra de Deus era DIÁRIO. "E todos os dias, no templo e nas casas, näo cessavam de ensinar, e de anunciar a Jesus Cristo". (Atos 5:42)

No Antigo Testamento os seminários eram práticas evidentes haja vista as famosas Escolas dos Profetas dirigidas por Elias e Eliseu. Estes seminários eram verdadeiros muros, baluartes contra os que ameaçavam destruir a Casa de Israel.

Aos 12 anos de idade Jesus foi encontrado em meio aos sábios no templo. "E aconteceu que, passados três dias, o acharam no templo, assentado no meio dos doutores, ouvindo-os, e interrogando-os". (Lucas 2:46). O versículo acima revela que Jesus não somente falava, mas também OUVIA os doutores no templo. Claro que Jesus, o Filho de Deus, não dependia de aprender daqueles doutores. Mas porque a Bíblia Sagrada nos registra esta passagem? Nós somos imitadores de Cristo, como disse o apóstolo Paulo em 1 Coríntios 11:1: "Sede meus imitadores, como também eu de Cristo". O Senhor Jesus nos deixou o exemplo a seguir. Paulo não largava os estudos dos pergaminhos e dos livros: "Quando vieres, traze a capa que deixei em Tróade, em casa de Carpo, e os livros, principalmente os pergaminhos". (2 Timóteo 4:13).

Portanto, o nome seminário não existia nos tempos bíblicos, como não existia a "escola dominical", como não existia caixas-de-som, microfone, violão, etc...

A TEOLOGIA, tão criticada por muitos, nada mais é que o estudo acerca de Deus.

Theo=Deus Logia=Estudo.

A falta de preparação com base na Palavra de Deus, levam milhares de irmãos a criarem os ísmos da fé evangélica. São criadas doutrinas, costumes, rituais, crendices, supertições evangélicas, ler o salmo 91 sete vezes para proteção, clamar "O Sangue de Jesus Tem Poder" para expulsar demônio (Jesus disse que em seu nome expulsaríamos os demônios - Marcos 16:17).

"O meu povo foi destruído, porque lhe faltou o conhecimento". (Oséias 4:6)

Grupinhos "de fogo" paralelos a igreja vão crescendo longe do conhecimento do pastor. Geralmente iniciam na casa de algum irmão (vaso) que é visto como um "mistério" entre os que nada entendem e saem destas orações sem entenderem menos ainda. Ao serem questionados sobre qualquer assunto relativo ao movimento, a resposta que têm é única e imperativa: "-É mistério, irmão!"

Sinceramente, não pode haver mistério para quem está na luz. Para quem está sob a luz as coisas tem que estar claras. Só fica escuro, confuso, misterioso, para quem está em trevas. "Lâmpada para os meus pés é tua palavra, e luz para o meu caminho". (Salmo 119:105)

As drásticas conseqüências não demoram a vir. Confusões, disputas de vasos, revelações que não se cumprem, etc. Como pastor pentecostal quero deixar bem claro que creio nos dons espirituais, e gosto das reuniões de oração onde o Poder de Deus se faz presente, porém a Palavra de Deus ainda é o maior Poder de Deus que recebo em minha vida. "Porque näo me envergonho do evangelho de Cristo, pois é o poder de Deus". (Romanos 1:16a)

Não é difícil encontrar casos de irmãos e irmãs, que eram vasos-de-fogo na igreja, e caíram, se desviaram, casos de adultérios, fornicações, embolados com profecias, visões, e outras manifestações "misteriosas". O alicerce desse povo era o "pula-pula" pentecostal, e não viver o Evangelho de Cristo.

"Todo aquele, pois, que escuta estas minhas palavras, e as pratica, assemelhá-lo-ei ao homem prudente, que edificou a sua casa sobre a rocha. E desceu a chuva, e correram rios, e assopraram ventos, e combateram aquela casa, e não caiu, porque estava edificada sobre a rocha". (Mateus 7:24,25)

Uma das maiores aberrações que ouvimos constantemente é que não se estuda teologia porque "a letra mata". Quando o apóstolo Paulo afirma em 2 Coríntios 3:6 que a letra mata, ele se referia a LETRA DA LEI, que os judeus queriam viver. Basta ler todo o texto para compreender o que Paulo diz. A letra da palavra de Deus jamais poderia "matar" um cristão. O próprio Jesus ensinou: "Examinais as Escrituras, porque vós cuidais ter nelas a vida eterna, e são elas que de mim testificam". (João 5:39).

Uma das provas da importância do ensinamento está claramente relatado em Atos 8:30,31:
"E, correndo Filipe, ouviu que lia o profeta Isaías, e disse: Entendes tu o que lês? E ele disse: Como poderei entender, se alguém não me ensinar? E rogou a Filipe que subisse e com ele se assentasse".

Felipe ouviu que o Eunuco lia o livro do profeta Isaías, e perguntou se ele entendia o que lia, o Eunuco disse que não, e ele o explicou. Isso é o que faz um seminário!

"Portanto ide, ensinai a todas as nações, batizando-os em nome do Pai, e do Filho, e do Espírito Santo". (Mateus 28:19)

O erro na vida do cristão deve-se a falta de conhecimento da palavra de Deus:
"Errais, não conhecendo as Escrituras, e nem o poder de Deus". (Marcos 12:24)

Não conhecendo as Escrituras, logo não conhece o Poder de Deus, porque são as Escrituras que testificam de Jesus, lembra-se? João 5:39: "Examinais as Escrituras... são elas que de mim testificam".

A capacitação para a obra é um fator de real importância para a vida do obreiro quer realmente estar na Seara do Senhor. Veja o que diz a Bíblia:
"E a um deu cinco talentos, e a outro dois, e a outro um, a cada um SEGUNDO A SUA CAPACIDADE". (Mateus 25:15)

Se não nos esforçarmos em aprender a nos capacitar para a obra de Deus, não receberemos talentos além da nossa capacidade, como nos mostra o versículo acima. O tempo de cristão pode ter seu valor, pois a experiência tem seu lado essencial. Mas o conhecimento é de vital importância.

"Sou mais prudente do que os velhos, porque guardo os teus preceitos". (Salmo 119:100)

Veja a importância do conhecimento na vida de Moisés:
"E Moisés foi instruído em toda a ciência dos egípcios; e era poderoso em suas palavras e obras". (Atos 7:22)

Ele estava capacitado a ir diante de Faraó. Ele era PODEROSO em suas palavras e obras porque foi instruído. O versículo de Atos 7:22 é claro: instrução=poder.

Muitos, vivendo ainda uma preguiça mental de se aprofundar mais nas escrituras, ainda tentam se escorar em João 14:26, que diz: "Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito".

Sim, nos ensinará. Mas como? Se ficarmos com os braços cruzados e a Bíblia fechada? Qual a razão de se existir a Bíblia, então? Porque razão então não ensinou ao Eunuco, precisando Felipe o explicar?? Realmente, Deus nos ensinará todas as coisas, através do seu Santo Espírito, a partir do momento que nos esforçamos a buscar o conhecimento. Assim como Deus fala nos dias de hoje, usando os seus servos que se esforçam a cada dia em pregar a Palavra. O exemplo de Pedro, como pescador humilde, sem muita cultura, é o que alguns dos neopregadores tentam se desculpar a sua ausência nos seminários. Mas se esquecem que os estudos da Palavra de Deus nos dias de Pedro eram TODOS OS DIAS. (Atos 5:42). O próprio Pedro aconselhou:

"Antes crescei na graça e conhecimento de nosso Senhor e Salvador, Jesus Cristo". (2 Pedro 3:18)
"E estai sempre preparados para responder com mansidão e temor a qualquer que vos pedir a razão da esperança que há em vós". (1 Pedro 3:15)

Denis de Oliveira
JesusSite - http://www.jesussite.com.br/acervo.asp?Id=798
SAT PB

Comentários

Tony Pasquel disse…
Querido amigo e irmão! Admiro sua mansidão quando aborda ou comenta certos pontos de Teologia, você tem demonstrado ser sábio. Fico muito mais feliz em saber que o irmão em cristo é da Assembléia de Deus e tens mantido a pura doutrina levantado pelos heróis da fé no protestantismo passado. Meus parabéns!

Sou Adventista do Sétimo Dia e tenho observado muito seus comentários; apaziguando quando nescessário a abordagem de alguns indoutos quando dizem que não devemos estudar Teologia. Isso muito me desaponta.

Fico muito mais feliz (por enquanto hehehe)em saber que o irmão não pensa como alguns acéfalos da CACP. Eles tem caido é
total desprezo no mundo em geral. Tenho ficado muito triste com isso.
Não tenho raiva ou mágoa, mas sinto muito em ver que estes nossos irmãos estão trilhando caminhos cegos e escuros.

Uma vez passei por um dos diretores (omitirei o nome) do CACP em uma reunião que tivemos. Cada um representando sua denominação e fazendo perguntas sobre doutrinas umas as outras. Fui indagado e perguntados várias vezes pelo mesmo e respondi sem deixar ponto confuso e obscuro nas questões abordas.

Ao término do encontro, passei por ele e o comprimentei chamando de irmão. Sabe o que ele me respondeu:
- Sinto repulsa por você me chamar de irmão.

Bom, relevei e orei por ele e por outros membros.

Mas finalizando sou seguidor de seu blogger e admirador seu.

Fica com Deus e até mais.
Pr.Tony disse…
Olá querido, a paz do Senhor Jesus! a prgunta é bem intrigante, porem um assunto maravilhoso e eu digo que sim. Deus pode ser conhecido por duas maneiras que a teologia chama de revelação geral e revelação especial ou particular e de uma forma ou de outra acabamos o conhecendo, no caso de aprender a teologia, eu vejo por dois angulos 1º para aqueles que tem um chamado para pastorear ou ensinar (mestre)e 2º para aqueles que são membros da igreja, só que desta feita ensinados pelo pastor e isso tambem é estudar teologia. É necessario sim pois somente assim conhecemos a Deus de maneira mais profunda e saimos da superficialidade, não sou contra a quem é contra, mas vejo assim.
luis.teclinux disse…
http://pinheirocarvalho.blogspot.com/

Gostei deste post. pois trabalhei em outros estados e me parece que a medida que trabalhamos mais com igrejas com pouca formação doutrinária mais discursos contra a teologia se acirra, creio que atraves de palavra podemos mudar a visao turva que muitos ainda possuem do evangelho, tenho vivido isto por onde tenho passado e acredito no adágio que diz: "Quem se acha muito maduro para aprender, é porque está a ponte de apodrecer"
Que Deus abençoe sua vida

Postagens mais visitadas deste blog

LINGUAGEM CIBERNÉTICA VOCE SABE O QUE É ISSO?

BLZ traduzindo para a linguagem normal é:beleza, Tdb:tudo bem,xau:tchau,xalalau,Bom FDS:é bom fim de semana, d :é de etc...

As onomatopéias, as gírias, as normas cultas estão passando por uma revolução no mundo atual e se transformando cada vez mais em expressões reduzidas ou subtendidas, na adequação de uma cultura informatizada crescente e globalizada, será que veremos maiores transformações, e modificações na maneira de se comunicar sendo a geração atual composta de modelos diferentes de expressões de sentimentos e emoções , e que os tradutores de blogs se preparem para criarem seus novos sitemas de correção e tradução é a era da revolução da escrita e da expressão mundial, será que haverá uma só linguagem?é ver para crer.Rev.Francisco

LINGUAGEM CIBERNÉTICA
Criada pelos internautas viciados em salas de bate papo, a linguagem cibernética é praticada já há algum tempo na internet. São expressões pouco decifráveis (para os desavisados), que se…

TIPOLOGIA BÍBLICA

SEBEMGE - SEMINÁRIO BATISTA DO ESTADO DE MINAS GERAIS



TRABALHO DE ANÁLISE DO VELHO TESTAMENTO



Os Tipos de Cristo

em Gênesis

Aluno : Anísio Renato de Andrade

Professor : Pr.Nilson

Período : Quinto - Curso : Bacharel em Teologia Ministerial

Data : 30 de maio de 1996 - Local : Belo Horizonte - MG





OS TIPOS DE CRISTO EM GÊNESIS



O QUE É UM TIPO ?



A palavra vem do grego : tipos. Significa molde ou sinal. Aquilo que inspira fé como modelo. Personagem paradigmático.

Os tipos de Cristo são personagens, animais ou objetos, nesse caso, de Gênesis, que possuíram características "messiânicas". Eram profecias vivas,ou visíveis, a respeito de Cristo. Estudando a respeito desses personagens, entendemos um pouco mais sobre o caráter de Jesus e do seu ministério. Tais pessoas e fatos, abordados na seqüência, eram sombras da realidade, que é Cristo.



ADÃO



Este foi o primeiro homem. Talvez não o associássemos à pessoa de Cristo se Paulo não o tivesse feito. O apóstolo traça tal paralelo em Romano…

Pastor afirma que morreu, foi ao céu e falou com Jesus.

O pastor João Carlos Marques (foto), de Porto Alegre (RS), contou em um programa de TV de um colega que morreu e 30 minutos depois ressuscitou. Nesse meio tempo, disse, seu espírito foi ao céu, onde se encontrou com Jesus Cristo. Marques contou que em uma quarta-feira de agosto de 1986, após participar de uma conferência em Belém (Pará), passou mal, mas inicialmente se recusou a ir a um hospital porque acreditava no poder de cura de Jesus. Na conferência, ele tinha falado justamente sobre isso. Seis anos antes, Marques já tinha tido dois derrames. Amigos de Marques acabaram levando-o a um hospital, de onde, segundo ele, seu espírito subiu ao céu por um túnel, não de luz e sim escuro. Disse que “o paraíso é um luxo”, com muito ouro e o que parece ser diamantes. Lá, os espíritos não são homens nem mulheres, “são neutros”, vestem saia e têm a mesma idade, a de Cristo quando ele morreu. Marques contou que Cristo o recebeu no pico de uma montanha. O filho de Deus, disse, tinha cabelos longos e…